Afogamento é a principal causa de mortes infantis. Saiba previnir

Ambientes aquaticos como mares, rios e piscinas não são as únicas zonas de perigo. É importante estar atento também aos objetos do cotidiano

A época de seca e calor no país atrai adultos e crianças para clubes aquáticos ou até mesmo em piscinas em casa. No entanto, os pais devem ficar atentos a acidentes fatais causados por afogamentos. Segundo a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), uma criança morre afogada a cada três dias. Essa é a principal causa de morte em crianças de 1 a 4 anos e a segunda causa em crianças de 5 a 9 anos. 

Brincar na água também é uma das atividades favoritas das crianças. Porém, apesar de refrescante e estimulante, é preciso muito cuidado e atenção. Em Brasília, o Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) orienta que as crianças nunca fiquem desacompanhadas e mantenham a distância mínima da borda em lagos e piscinas.

O cabo Major Dolhe, do Quartel do Comando Geral, reforça a necessidade de monitoramento das crianças. “O responsável tem que estar com atenção plena, elas [as crianças] precisam estar o tempo inteiro com um adulto e nunca deixá-las soltas”, ressalta. 

Leia mais: Alunos da rede pública do DF participam palestra sobre responsabilidade ecológica

Além destas, outras dicas devem ser seguidas para evitar acidentes com crianças. Mantenha a criança em segurança e não deixe-as desacompanhadas aos arredores ou dentro da água, mesmo se a criança souber nadar. O militar explica que crianças não têm maturidade para estarem sozinhas e entender o risco de acidentes aquáticos, por isso conversar com elas sobre os riscos de estarem sozinhas e sem colete salva-vidas é fundamental. 

Ainda segundo o major, é importante evitar o uso de itens infláveis, como boias e outros equipamentos, sem a supervisão de um adulto, pois estes podem virar, furar ou estourar. Ele recomenda ainda que os pais estejam atentos a brinquedos muito perto da borda, que podem atrair as crianças para as extremidades. 

Em piscinas, antes de entrar, é importante mostrar para as crianças onde estão os ralos de sucção em piscinas e explique sobre seus perigos. “Se a criança tiver cabelo comprido, prenda antes de entrar na água”, pede o especialista. A redes ou barreiras de proteção por cima ou em volta das piscinas também é indispensável para garantir que as crianças não vão cair por um descuido ou pular com a inteção de se divertirem. 

Por fim, os afogamentos não acontecem apenas em mares, rios ou piscinas. Objetos cotidianos como banheiras, baldes de água, caixas de água e até o vasos sanitários também oferecem riscos consideráveis. Todo o cuidado é imprecindivel para a proteção e saúde das crianças.

Estagiária sob supervisão de Jéssica Andrade*

Recentes

PMDF oferece equoterapia gratuitamente; Saiba como se inscrever

Vagas são distribuídas entre alunos de escolas públicas, dependentes...

Senado aprova o Dia Nacional de Prevenção ao Afogamento Infantil

O objetivo é destacar a importância de prevenir o...

Alunos da rede pública do DF participam palestra sobre responsabilidade ecológica

  O Brasil produz cerca de 80 milhões de toneladas...

Câmara lança concurso de desenhos em homenagem aos 35 anos da Constituição

Podem participar estudantes de escolas públicas ou particulares de...

Newsletter

Veja também...

PMDF oferece equoterapia gratuitamente; Saiba como se inscrever

Vagas são distribuídas entre alunos de escolas públicas, dependentes...

Um pedido emocionado de desculpas: “Helena, perdoe o papai”

Em casa, temos uma regra: se a Helena (7...

Canção ‘Baby Shark’ arrecada mais de R$ 110 milhões no YouTube

A canção infantil é a mais assistida na história...

Senado aprova o Dia Nacional de Prevenção ao Afogamento Infantil

O objetivo é destacar a importância de prevenir o...

Parece a história de uma mãe, mas é a minha história

Casei-me com uma ex-aluna de faculdade. A mais brilhante...

PMDF oferece equoterapia gratuitamente; Saiba como se inscrever

Vagas são distribuídas entre alunos de escolas públicas, dependentes de policiais e comunidade Os alunos do projeto de equoterapia e equitação do Regimento Montado da...

Senado aprova o Dia Nacional de Prevenção ao Afogamento Infantil

O objetivo é destacar a importância de prevenir o afogamento infantil.  De acordo com estatísticas, pelo menos 1.480 crianças são, anualmente, vítimas de afogamento. O...

Alunos da rede pública do DF participam palestra sobre responsabilidade ecológica

  O Brasil produz cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano, dos quais, apenas 4% são reaproveitados ou reciclados. E o...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui